quinta-feira, 29 de novembro de 2018

sexta-feira, 23 de novembro de 2018

Nota do Sepe sobre mudança do Seminário do COED que seria realizado neste sábado (dia 24/11)

Nota do SEPE RJ sobre a mudança do seminário sobre conjuntura e o COED do dia 24/11:
 
         A direção do Sepe RJ comunica o cancelamento do Seminário para discussão sobre diretrizes, conjuntura, educação e COED, marcado para este sábado, às 9h no Clube Municipal. Como neste mesmo dia será realizado o Seminário Educação e Resistência, na UERJ, a partir das 10h, com a participação de vários parceiros fundamentais para a nossa luta, como universidades públicas e movimentos sociais, optamos pela suspensão da programação anterior e pela participação neste evento da UERJ. 
        Assim, diante da conjuntura que nos impõe o máximo de unidade a respeito das reflexões e na construção de ações, a direção do sindicato decidiu se incorporar às discussões do seminário *"EDUCAÇÃO E RESISTÊNCIA: EXISTIMOS PORQUE EXISTIMOS"*, participando da mesa da manhã de conjuntura, com a presença da prof. Márcia Ramos, do MST Educação, e a Frente de Mulheres. 
 
          O evento será realizado neste sábado (dia 24/11), na capela ecumênica da  UERJ (Maracanã), às 10h. A partir das 14h, a assembleia da rede estadual acontecerá no CLUBE MUNICIPAL. Na segunda-feira (dia 26/11), às 18h, será realizada uma Plenária no Sepe Central, cuja pauta será a tirada de encaminhamentos para o COED.

FONTE: SEPE-RJ

sexta-feira, 16 de novembro de 2018

REDE MUNICIPAL

DELIBERAÇÃO DA ASSEMBLEIA

                  Foi aprovada em assembleia realizada no dia 14 de novembro, às 16h, no Castello Branco, a desvinculação do ano letivo do ano civil, lembrando que somente as Unidades Escolares que fizeram a greve integralmente irão até, no máximo dia, 21 de fevereiro de 2019.

ORIENTAÇÕES QUE FORAM ACORDADAS NA REUNIÃO COM O SEPE E  A SEMED NO MINISTÉRIO PÚBLICO.

Data limite para encerrar o ano letivo de 2018, será até 21 de fevereiro de 2019, para as escolas que fizeram toda a greve.
As escolas que fizeram menos tempo poderão encerrar antes do dia 21/02/19 de acordo com a reposição feita e computada.

Professores do primeiro segmento: poderão fazer 10 atividades de estudos dirigidos- valendo  40 horas.
Carga horária estendida em até 1 hora por dia.

9 sábados – sendo que existe a opção de utilizar dois dias de planejamento para trabalhar com o aluno, e usar 4h de um sábado para planejar, na escola (sem aluno).

Ex: o planejamento da minha escola é na quarta ou na sexta– o sábado que for referente ao pagamento de uma quarta ou de uma sexta, se for trabalhado 4h, pode computar duas quartas ou duas sextas.

O professor que optar por usar o horário de planejamento será autorizado, desde que utilize o respectivo  sábado para planejar, cumprindo seu horário de planejamento na unidade escolar.

UMEIs : nas UMEIs em horário integral em que houve redução de carga horária de greve, o professor que aderiu  terá repor as horas, eis que os dias letivos foram computados.

Ex: A professora da manhã fez a greve e a da tarde não fez, foi garantido ao aluno os dias letivos, porém deve-se a carga horária.

Professores do segundo segmento : ampliação da carga horária de 50 para 60 minutos.
Poderá usar o contraturno para repor as aulas, desde que haja disponibilidade dos espaços físicos na unidade e a comunidade escolar assim concordar e não seja horário vago por carência de professor.


segunda-feira, 12 de novembro de 2018

sexta-feira, 9 de novembro de 2018

REDE ESTADUAL: ASSEMBLEIA


REDE MUNICIPAL: ASSEMBLEIA EXTRAORDINÁRIA - 14/11


REDE MUNICIPAL

NOTA DO SEPE SOBRE A REUNIÃO DO DIA 08/11/18 COM O SECRETÁRIO MARCELO AZEREDO.

                  Conforme postamos do dia 06/11, o secretário de Educação reuniu-se com o Ministério Público no dia,  07/11 para apresentar a proposta do calendário norteador de reposição que garantirá o cumprimento do ano letivo de 2018, para os discentes da rede Municipal de Educação. A proposta apresentada foi aceita pelo MP,  depois seguiu para o CME que analisou e deu parecer favorável, porém ainda serão feitos alguns ajustes. O SEPE foi chamado para se reunir, novamente, com o secretário, supervisão e representantes de diretores, onde a proposta aprovada nos foi apresentada, no entanto surgiram  algumas questões que não ficaram muito claras (que levaremos ao MP no dia 13/11 para discutirmos). O secretário, falou em aguardar a audiência do SEPE com o MP para, somente depois,  publicar a nova portaria.
                 Falou-se  sobre os projetos e possíveis adaptações, falou-se sobre respeitar as peculiaridades das escolas, falou-se sobre a reposição do funcionário que deve acompanhar os projetos dos professores e não fazer horário a parte, e nem ser obrigado a cobrir falta de funcionário, como tem sido exigido por alguns diretores (inclusive Marcelo Azeredo e a subsecretária Gisele, disseram que deixarão isso bem claro na reunião de diretores que acontecerá amanhã, às 10h na SEMED), falou-se dos sábados que já foram trabalhados, estes devem ser computados indicando o dia o que está repondo, falou-se de situações onde a escola precisará usar de sua autonomia, levando sempre ao Conselho Escolar para legitimar as ações que serão tomadas, levando em consideração a legislação vigente.
                O SEPE, está convocando a categoria para uma assembleia extraordinária no dia 14/11, às 16h, com redução de carga horária, apenas, no segundo turno para os profissionais que estão envolvidos na reposição da greve, com o objetivo de chegarmos ao melhor caminho para o cumprimento do nosso acordo e compromisso de reposição. 

Obs: As reposições não devem ser interrompidas, se necessário serão adaptadas e tudo que foi trabalhado deverá ser considerado.

                                            

terça-feira, 6 de novembro de 2018

REDE MUNICIPAL

ORIENTAÇÃO PARA A CATEGORIA, APÓS A REUNIÃO COM O SECRETÁRIO MARCELO AZEREDO, NO DIA 05/11/18, NA SEMED.

                 Ontem, dia 05 de novembro de 2018, aconteceu uma reunião na SEMED com o novo Secretário de Educação, Marcelo Azeredo,  com a presença da Supervisão, Conselho Municipal de Educação, SEPE, Conselho Escolar, e representantes de Diretores. O Secretário  falou da sua proposta em fazer uma nova portaria (que incluirá um calendário de reposição norteador para as escolas que fizeram greve) e da importância da presença de todos que ali estavam representando seus pares. A princípio é bom deixar bem claro que o SEPE NÃO fez acordo com ninguém, nossa prática é de levar toda e qualquer proposta para assembleia, o SEPE NÃO decide pela categoria,  o SEPE  faz a mediação com o respaldo da categoria legitimado em assembleia.
                  Ouvimos as propostas do secretário, fizemos nossas ponderações e informamos sobre os projetos de reposição que foram protocolados na SEMED e entregues no MP. O secretário disse, claramente,  que todos os projetos serão apreciados pela supervisão e que caso seja necessária alguma alteração isso se dará entre a escola, supervisor e sindicato. Disse ainda que as reposições devem continuar, pois independentemente do que ficar decido na reunião que ocorrerá no dia 07/11, entre o MP e a SEMED, tudo que já foi realizado de reposição será considerado.
                  A orientação do SEPE continua a mesma, aguardaremos o posicionamento do MP e a audiência que teremos com a Dra Marcele, só depois disso marcaremos uma assembleia para discutir o andamento das reposições. Qualquer coisa fora isso é mera tentativa de tumultuar as negociações, todos sabemos que num pós-greve as negociações não se esgotam antes do termino das reposições. Vamos seguir com o nosso trabalho da melhor maneira possível. 

At; Qualquer dúvida favor consultar um diretor do SEPE, favor evitar espalhar notícias antes de averiguá-las. 

Vamos combater as notícias que não fortalecem a nossa luta! Vamos precisar lutar muito e cada vez mais!



quarta-feira, 31 de outubro de 2018

REDE MUNICIPAL

                    ATENÇÃO!

                    Orientação do SEPE/SG para a categoria:

                     Caso sua Unidade Escola seja impedida de dar início ao projeto de reposição, o fato deverá ser relatado  pelos profissionais que participam da reposição e  enviado para o email institucional do SEPE/SG, para que possamos encaminhar ao Ministério Público.
email do SEPE;

sepesg@hotmail.com



PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO




Nenhuma perseguição será tolerada!
Pela liberdade de aprender e  ensinar, o SEPE pede que denuncie caso haja algum assédio moral ou ideológico em sua escola.