segunda-feira, 25 de maio de 2020

REDE MUNICIPAL -

INFORME À CATEGORIA

A Direção Colegiada do SEPE/SG, após receber algumas denúncias a respeito de lançamentos de faltas na vida funcional, obteve esclarecimentos da Secretária de Administração, Ana Luiza, que informou ser apenas uma atualização do sistema para todo o funcionalismo, não apenas da educação. 
Gostaríamos de esclarecer à categoria que todas as faltas referentes ao nosso movimento de luta (greve e paralisações) aparecerão como abonadas no final da atualização do sistema,  pois foram pagas pela categoria. 

Por que essas faltas só apareceram agora? PORQUE O SISTEMA ESTÁ SENDO ATUALIZADO AGORA, O SERVIDOR ANTIGO  NÃO SUPORTAVA ATUALIZAÇÕES.

Essas faltas abonadas prejudicam no direito a licença prêmio e aposentadoria? NÃO

Essas faltas abonadas serão descontadas agora? NÃO

Essas faltas devem aparecer na vida funcional? SIM, faz parte da transparência que sempre exigimos

Caso apareça alguma falta INJUSTIFICADA não referente a  greve ou paralisação, o profissional deve se dirigir a escola e pedir a cópia do BIP referente a data  da falta e entrar em contato com o RH.

                                      


quinta-feira, 21 de maio de 2020

REDE MUNICIPAL

NOTA SOBRE A SUSPENSÃO DAS DOBRAS

O SEPE/SG informa  que logo após o vencimento  do prazo de 72h, dado pelo MP ao governo a respeito da recomendação,   a Direção Colegiada enviou um ofício ao MP e fez contato por telefone com o Secretário de Educação para saber as providências que seriam tomadas a partir de então. No entanto,  até o momento não recebemos  nenhuma informação oficial. Esperamos que até o final dessa semana possamos ter um posicionamento para repassar à categoria, que vem sofrendo com a retirada de valores essenciais a sobrevivência, na compra de alimentos, remédios, pagamentos de aluguel,  e a realização dos compromissos com seus credores. Precisamos, nesse momento atípico, que todos se sensibilizem com a situação de uma categoria que recebe abaixo do piso nacional e que ao longo dos anos vem se endividando e empobrecendo, aumentando ainda mais a necessidade de fazer dobras (duplas regências)  para complementar a renda da família e sobreviver de forma digna. 
O Governo sempre utilizou essa necessidade dos profissionais para compor, de forma inadequada, o quadro de carência da rede. Por isso, consideramos mais que um absurdo, um ato desumano o cancelamento das duplas regências em meio a uma pandemia onde  um aumento de gastos com alimentos e remédios é inevitável, pois muitos foram atingidos pelo COVID 19 ou estão sob suspeitas, gerando um aumento considerável de gastos com medicamentos. 
O SEPE/SG repudia a morosidade e o desrespeito com o qual o Governo trata as recomendações emitidas pelo MP da nossa cidade, principalmente quando se trata de ações referentes aos profissionais da Educação. Aliás, é importante ressaltar que a Educação é a pasta que mais recebe verbas para investimentos e valorização de seus profissionais.  

                                                

quarta-feira, 20 de maio de 2020

NOTA DE REPÚDIO



NOTA DE REPÚDIO



O SEPE/SG repudia a política de segurança do Governo do Estado do Rio de Janeiro que tem vitimado tantos inocentes, em especial crianças e jovens. Desta vez, tal política vitimou o adolescente João Pedro Mattos (14 anos) que foi morto enquanto brincava na casa de um parente, durante uma ação de agentes das Polícias Federal e Civil no Salgueiro, na segunda-feira (18).
João Pedro brincava com outras crianças quando os policiais invadiram a casa e o atingiram com um tiro na barriga. Os policiais envolvidos afirmam que houve um confronto com supostos traficantes. João Pedro não é um número, mas entrou para a estatística macabra de pessoas mortas dentro de favelas ou bairros da periferia resultantes de ações violentas das forças policiais e, na maioria das vezes, não justificadas.
João Pedro era um menino de 14 anos, cheio de vida e com sonhos a serem perseguidos e realizados. Não teve chance. Morto pela política de guerra aos pobres decretada pelo governo do Estado do Rio de Janeiro. Até quando assistiremos esse massacre?
A guerra que precisamos vencer é contra o corona vírus, contra o sucateamento da saúde pública, contra o desmonte da educação pública, contra o desemprego e a super exploração do trabalhador, contra as absurdas desigualdades sociais.







SEPE SÃO GONÇALO – SINDICATO ESTADUAL DOS PROFISSIONAIS DE EDUCAÇÃO DO RIO DE JANEIRO

                                             

REDE MUNICIPAL

ATENÇÃO CATEGORIA!

Em respeito a determinação de se manter a quarentena e evitar a aglomeração, o SEPE/SG optou  que as  cestas básicas dos inscritos que tiveram direito, OU SEJA,  os que atenderam aos requisitos exigidos, fossem entregues em casa no endereço informado, a partir de hoje 20 de maio de 2020. Sendo assim, é preciso que tenha alguém em casa para recebê-la, caso contrário a cesta retornará para a sede do SEPE/SG. 
Caso alguma cesta retorne, o SEPE  dará orientações.

                                                 

terça-feira, 19 de maio de 2020

REDE ESTADUAL

PLENÁRIA SEPE SG - DA REDE ESTADUAL CONTRA O ENSINO REMOTO

A Plenária da REDE ESTADUAL será realizada no dia 20 de maio, às 16:30, utilizando o aplicativo Google Meet. 20 minutos antes da reunião da plenária, o link será fornecido via E-mail ou Whatsapp.

Para se inscrever envie um email para: sepesg@hotmail.com as seguintes informações:
  • Nome completo
  • Escola em que atua
  • Matrícula
  • Celular
Obs: as informações são necessárias para a confirmação da sua inscrição. As inscrições se encerram às 14h.







sexta-feira, 15 de maio de 2020

DIA NACIONAL DE LUTA

DIA NACIONAL DE LUTA
#adiaenem








                                                     



Atas de reunião com MP dia 27.04 e 06.05

Clique abaixo nos links para visualizar as atas de reuniões realizadas com MP, sobre retirada de duplas regências e dobras.

Reunião do dia 27.04:
https://documentcloud.adobe.com/link/track?uri=urn:aaid:scds:US:58ec75f9-492c-4acd-adcb-4e915bee0851

Reunião do dia 06.05:
https://documentcloud.adobe.com/link/track?uri=urn:aaid:scds:US:abdc1fcb-5c1c-4683-baa9-0d263f58d8a4

quinta-feira, 14 de maio de 2020

REDE MUNICIPAL - INFORME SEPE

INFORME IMPORTANTE

A Direção colegiada do SEPE/SG  informa que recebeu hoje 14/05/20,  do Ministério Público, a recomendação enviada ao prefeito sobre a representação feita pelo SEPE/SG referente aos descontos efetuados das duplas regências. A recomendação dá um prazo de 72h ( a partir de hoje) para que sejam feitos alguns esclarecimentos via relatório e recomenda a manutenção das remunerações das duplas. 
Aguardaremos até o término do prazo para cobrar uma posição do governo.
 

terça-feira, 12 de maio de 2020

Ficha de cadastro para cesta básica

Profissionais da Educação da rede municipal de São Gonçalo que não receberam  a dobra e o valor líquido no contracheque foi menor do que  o salário minimo(RS1.045,00) preencham o cadastro abaixo para receber uma cesta básica disponibilizada pelo SEPE/ SG. Essa é uma medida emergencial. Continuamos na luta para reaver o pagamento das dobras.

Preencha todos os dados do formulário abaixo até dia 16/05, às 22h:

segunda-feira, 11 de maio de 2020

REDE ESTADUAL

SEPE interpela Google sobre captação de dados pessoais dos profissionais que acessam a plataforma “Google classroom”


O Departamento Jurídico do SEPE enviou uma notificação extrajudicial para a empresa Google, responsável pela plataforma Google Classroom utilizada pela SEEDUC para as atividades de EAD em curso. Na notificação, o sindicato solicita da empresa transnacional uma série de informações a respeito do convênio firmado entre a empresa e a SEEDUC para fins de oferta de ensino a distância durante o período da Pandemia do Covid-19. Para tanto, o Jurídico do sindicato, na qualidade de representante legal dos profissionais de educação da rede estadual do Rio de Janeiro, se baseou na Constituição Federal e na Lei Federal 13.709/2018, no que diz respeito aos direitos fundamentais de privacidade, personalidade e intimidade dos cidadãos.
O objetivo da notificação enviada para a Google é levantar quais dados pessoais dos profissionais estão sendo coletados durante a utilização da plataforma Google Classroom, além de questionar que tipo de mecanismo de verificação do consentimento está sendo utilizado pela empresa antes da coleta dos dados pessoais dos profissionais de educação e qual é a justificativa técnica da empresa para a coleta destes dados. Veja todos os questionamentos do Jurídico do Sepe contidos na notificação enviada para a Google:
1 - Quais dados pessoais dos profissionais de educação estão sendo coletados pela empresa durante a utilização da plataforma Google Classroom?
2 - Qual mecanismo de verificação do consentimento está sendo utilizado pela empresa antes da coleta dos dados pessoais dos profissionais de educação?
3 - Qual é a justificativa técnica da coleta de cada um dos dados pessoais arrecadados dos profissionais de educação?
4 - Qual é a forma e a duração do tratamento operado sobre os dados pessoais dos profissionais de educação coletados?
5 - Quais mecanismos de segurança e integridade estão sendo utilizados no tratamento dos dados pessoais coletados dos profissionais de educação?
6 - Qual mecanismo de revogação do consentimento está sendo ofertado aos profissionais de educação que autorizaram a utilização de parte de seus dados pessoais?
7 - O conteúdo das aulas e os vídeos eventualmente apresentados pelos profissionais de educação como recurso das mesmas serão utilizados para fins estranhos aos que motivaram seu upload, como, por exemplo, publicidade da empresa?
8 -É possível o acesso dos profissionais de educação à plataforma Google Classroom sem oferta de dados pessoais ou com uma oferta menor que a hoje utilizada?

FONTE: SEPE/RJ

REDE ESTADUAL

Nota do SEPE RJ sobre a retirada dos auxílios para 
profissionais da rede estadual.

O SEPE RJ esclarece a sua categoria que está empenhando todos os esforços para a 
manutenção dos auxílios que compõem o salário dos profissionais de educação das 
escolas estaduais, cuja retirada foi anunciada pelo Governador Wilson Witzel. 
O governo que retira auxílios é o mesmo que quer obrigar professores a entrar numa 
plataforma online utilizando-se de recursos próprios de dados de internet.
Esta atitude por parte do governo estadual, que corre o risco de ser seguida pelas 
prefeituras, caminha na contramão em um momento em que o país busca a 
implementação de medidas protetivas aos trabalhadores. Os recursos destinados 
ao FUNDEB, que garantem o pagamento de mais 80% da folha dos profissionais de 
Educação da Rede Estadual e 100% dos auxílios, não sofreram perdas até o momento. 
Logo, não há justificativa econômica para retirada desses auxílios.
Há anos, nosso sindicato defende que os auxílios sejam incorporados ao salário para 
que possamos ter a garantia de não serem cortados de acordo com a vontade de governos, 
e para que possam contar para os cálculos de aposentadoria.
Os auxílios transporte, alimentação, difícil acesso, entre outros, não são privilégios para 
uma categoria que, além de ter salários baixos, está há seis anos sem reajustes. Tais 
auxílios são, muitas vezes, a forma de sobrevivência de uma parcela enorme de 
profissionais. Observamos que, durante o isolamento, as rotinas familiares se modificaram 
e na maioria dos casos houve aumento significativo dos gastos com a alimentação de filhos 
que outrora almoçavam nas escolas ou bandejões de universidades, com o aumento do uso 
de energia elétrica e demais gastos associados à permanência em casa.
O SEPE  não aceitará mais este ataque sobre os educadores.
SEPE RJ – SINDICATO ESTADUAL DOS PROFISSIONAIS DE EDUCAÇÃO DO RIO DE JANEIRO

NOTA DE FALECIMENTO


É com grande pesar que informamos o falecimento da professor GEOVANE, Diretor adjunto do CIEP 409. O mesmo também trabalhou no CIEP Pastor Haroldo Gomes. O motivo nos informado da morte foi atropelamento.


PROFESSOR GEOVANE - PRESENTE
PROFESSOR GEOVANE - PRESENTE
PROFESSOR GEOVANE - PRESENTE



NOTA DE FALECIMENTO

É com grande pesar que informamos o falecimento do sr PAULO FARIA, responsável de aluno atuante na luta em prol do direito dos alunos e docentes. Conselheiro atuante  no CAE, onde incansavelmente lutou pelo direito dos alunos em receber uma merenda de qualidade e para isso não media esforços e embates com o governo.  São Gonçalo perde um excelente guerreiro na luta por uma educação de qualidade, incluindo uma merenda com valores nutritivos reais para todos os alunos da rede.
O SEPE/SG  reconhece o esforço na luta do sr Paulo Faria, quando unidos aos professores lutou bravamente na greve de 2016, e desde então jamais abandou a luta.

PAULO FARIA- PRESENTE
PAULO FARIA - PRESENTE
PAULO FARIA- PRESENTE



NOTA DE FALECIMENTO

É com grande pesar que informamos o falecimento de  ALCEDINO ALVES DE OLIVEIRA, Orientador Educacional da rede municipal. A informação que recebemos é de que o mesmo atuava nas escolas Darcy Ribeiro e Albertina Campos.
Foi internado com crise de pancreatite e essa semana o médico detectou uma embolia pulmonar. Os médicos não descartam a possibilidade dele ter contraído o coronavírus no hospital.

PROFESSOR OE ALCEDINO - PRESENTE
PROFESSOR OE ALCEDINO - PRESENTE
PROFESSOR OE ALCEDINO - PRESENTE






terça-feira, 5 de maio de 2020

REDE MUNICIPAL

INFORME 

O SEPE/SG informa que a audiência que seria realizada hoje com o MP, foi transferida para o dia 06/05/20,  quarta-feira,  às 14h.

                                        

segunda-feira, 4 de maio de 2020

NOTA DE FALECIMENTO

É com grande pesar que informamos o falecimento da professora DENISE GOMES DA SILVA, lotada no CIEP 438- Rubens Maurício, a suspeita da morte aponta para o COVID-19, porém até o momento não temos essa confirmação.

PROFESSORA DENISE - PRESENTE
PROFESSORA DENISE - PRESENTE
PROFESSORA DENISE - PRESENTE



CARTA DE REPÚDIO DE UMA REPRESENTANTE DA CATEGORIA.

CARTA DE REPÚDIO AO DECRETO DO PREFEITO DE SÃO GONÇALO.

O SEPE/SG, decidiu divulgar a carta da servidora por entender que se trata de um repúdio compartilhado por toda a categoria.

"Sr. Prefeito, 
Venho através desta repudiar a ação da prefeitura qto aos descontos feitos no pagamento dos professores da rede. Gostaria de lembrá- lo que o senhor publicou um decreto onde dizia que as escolas poderiam realizar junto à comunidade escolar atividades para os alunos em mídias digitais. Quem o senhor acha que trabalhou durante o mês de abril mantendo contato com os alunos e suas famílias, pelo wattapp, facebook e telefones pessoais? Pois é...o professor que planejou, enviou mensagens, vídeos e atividades para os alunos.  E agora recebe em troca o desconto em seus pagamentos, em especial este ato covarde de cortar as duplas regências.
Espero sinceramente que o senhor reveja esta atitude e restabeleça o quanto antes o salário devido ao professor.
Desde já agradeço sua atenção e estimo melhoras.
Em tempo informo que na minha escola de área rural os professores foram até a escola para preparar atividades impressas visto que em nossa comunidade muitos não tem acesso à internet.

Aguardo retorno..."

Fabiana Maia Bomfim Ferreira
O.P. da EEMz ITAITINDIBA

domingo, 3 de maio de 2020

REDE MUNICIPAL

Vírus do “e daí?” ataca prefeito de São Gonçalo


O prefeito de São Gonçalo, Dr. José Luiz Nanci, deu mostras de extrema falta de empatia
para com o sofrimento pelo qual passa o povo nessa pandemia. Além da falta de política
de proteção à população gonçalense, promoveu um verdadeiro massacre nos salários dos
profissionais da educação. Ele cortou “dobras”, horas extras e gratificações de professores
regentes, o que para muitos significa redução de mais de 50% do salário.
Assim, aliada aos descontos da previdência em cima de atrasados recebidos em folha
suplementar no mês passado, tal política resultou em contracheques com míseros valores
de R$ 400, R$ 300... Como enfrentar o mês com esse salário, ainda mais em tempos de
pandemia?
Os relatos que o SEPE São Gonçalo tem recebido são desnorteadores. Inúmeros casos de
Professoras, cujo salário é a única renda da família, levam à perspectiva de despejos,
inadimplência, carência alimentar e falta de remédios para tratamentos, além de
transtornos emocionais graves.
Enquanto isso, assistimos atônitos à denúncia na imprensa, no RJTV1 dessa quinta,
dia 30/04, de compras superfaturadas, feitas pela prefeitura gonçalense, de álcool gel
a absurdos R$ 105,00 a garrafinha de 500 ml, quando esta custa entre R$ 15 a R$ 30 reais
no comércio da cidade – ao mesmo tempo, os salários de muitas professoras, com os cortes
impiedosos feitos por esse mesmo prefeito, valem pouco mais do que 1 litro de álcool gel
comprado pelo município.
Parece que o prefeito, que é médico, foi contaminado pelo vírus do “E DAÍ?“. Somente isso
explicaria tal política de massacre.
O SEPE-SG está recolhendo os contracheques para enviar ao MP e à imprensa; assim como
está organizando a solidariedade necessária para minimizar o sofrimento dessas famílias.
O sindicato já foi ao MPRJ/Educação - Núcleo SG e denunciou os cortes salariais efetuados.
Na próxima semana, a direção do SEPE terá uma 2ª reunião com o MP a respeito; o sindicato
também irá analisar a abertura de uma denúncia contra o que foi noticiado nessa matéria do
RJTV.
Solicitamos, com isso, que os profissionais de educação enviem à prefeitura de São Gonçalo
email de repúdio a essa atitude do Prefeito; e também em solidariedade aos profissionais da
educação da rede municipal de São Gonçalo.
Veja a matéria com a denúncia da compra superfaturada de alcool gel a R$ 105,00 a garrafinha de meio litro.
Email do Prefeito: joseluiznanci@pmsg.rj.gov.br
Email da Secretaria de Educação: secretariadeeducacao@pmsg.rj.gov.br
Email da Ouvidoria : ouvidoria@pmsg.rj.gov.br
Email do Ministério Público da Educação de São Gonçalo: pjtc.edusg@mprj.mp.br
Email da Presidência da Câmara: dineymarins@cmsg.rj.gov.br

ATENÇÃO CATEGORIA!

SEPE convoca profissionais da educação a pressionar contra o projeto que congela salário de servidores.

O SEPE-RJ convoca a categoria a pressionar a bancada de deputados federais RJ contra o
projeto de lei 39/2020 que congela os salários dos servidores públicos até o fim de 2021
e poderá ser votado nesta segunda-feira, dia 04/05, na Câmara dos Deputados. Trata-se
dos artigos 7º e 8º do PLP.
Aprovado neste sábado pelo Senado, o projeto estabelece contrapartidas dos estados para
que possam receber auxílio financeiro do Governo Federal para enfrentar os efeitos do
isolamento social causado pelo COVID-19.
Dentre estas contrapartidas está a proibição de reajustes e readequações de remuneração
aos servidores até 31 de dezembro de 2021, bem como a não realização de concursos públicos
sob a justificativa de criação de novas despesas.
O governo se aproveita de um momento de crise sanitária para impor sua agenda econômica
e ideológica de desmonte do serviço público e consequente ataque aos servidores em todas as
esferas. A presente crise demonstrou, no entanto, como o sucateamento do serviço público
atinge diretamente a população mais pobre do país.
Por outro lado, nós, educadores das redes estadual do Rio de Janeiro, nos encontramos desde
2014 sem aumento de salário e não aceitaremos a crise como uma desculpa conivente para
nos deixar mais dois anos sem reajuste.
Defendemos a taxação das grandes fortunas como primeira medida para superar a crise
econômica e não que se mexa nos serviços essenciais a população.
Diante do apresentado, o Sepe convoca a categoria a pressionar os deputados e deputadas
federais do Rio. Como a votação é remota, é preciso mobilizar a categoria para realizar
pressão por meio do envio de e-mails.
A convocação também é estendida para que manifestações sejam realizadas nas redes sociais.
Sugerimos a utilização das #Hashtags:
#emDefesaDosServiçosPublicos
#BastaBolsonaroeMourao
#Bastadesuaspolíticasgenocidas
#épelavida
#fortaleceroSUS
#avidaacimadolucro
E-mails dos deputados federais do RJ:
ALESSANDRO MOLON PSB RJ 4 304 3215-5304 dep.alessandromolon@camara.leg.br
ALEXANDRE SERFIOTIS PSD RJ 4 554 3215-5554 dep.alexandreserfiotis@camara.leg.br
ALTINEU CÔRTES PR RJ 4 336 3215-5336 dep.altineucortes@camara.leg.br
AUREO SOLID. RJ 4 212 3215-5212 dep.aureo@camara.leg.br
BENEDITA DA SILVA PT RJ 4 330 3215-5330 dep.beneditadasilva@camara.leg.br
CARLOS JORDY PSL RJ 3 383 3215-5383 dep.carlosjordy@camara.leg.br
CHICO D'ANGELO PDT RJ 4 542 3215-5542 dep.chicodangelo@camara.leg.br
CHIQUINHO BRAZÃO AVANTE RJ 4 507 3215-5507 dep.chiquinhobrazao@camara.leg.br
CHRIS TONIETTO PSL RJ 4 446 3215-5446 dep.christonietto@camara.leg.br
CHRISTINO AUREO PP RJ 4 227 3215-5227 dep.christinoaureo@camara.leg.br
CLARISSA GAROTINHO PROS RJ 4 714 3215-5714 dep.clarissagarotinho@camara.leg.br
DANIEL SILVEIRA PSL RJ 4 403 3215-5403 dep.danielsilveira@camara.leg.br
DANIELA DO WAGUINHO MDB RJ 4 950 3215-5950 dep.danieladowaguinho@camara.leg.br
DAVID MIRANDA PSOL RJ 3 267 3215-5267 dep.davidmiranda@camara.leg.br
DELEGADO ANTÔNIO FURTADO PSL RJ 4 602 3215-5602 dep.delegadoantoniofurtado@camara.leg.br
DR. LUIZ ANTONIO TEIXEIRA JR. PP RJ 3 577 3215-5577 dep.dr.luizantonioteixeirajr@camara.leg.br
FELÍCIO LATERÇA PSL RJ 3 275 3215-5275 dep.feliciolaterca@camara.leg.br
FLORDELIS PSD RJ 4 612 3215-5612 dep.flordelis@camara.leg.br
GELSON AZEVEDO PHS RJ 3 369 3215-5369 dep.gelsonazevedo@camara.leg.br
GLAUBER BRAGA PSOL RJ 4 362 3215-5362 dep.glauberbraga@camara.leg.br
GURGEL PSL RJ 4 937 3215-5937 dep.gurgel@camara.leg.br
REIS MDB RJ 4 856 3215-5856 dep.gutembergreis@camara.leg.br
HELIO LOPES PSL RJ 4 405 3215-5405 dep.heliolopes@camara.leg.br
HUGO LEAL PSD RJ 4 631 3215-5631 dep.hugoleal@camara.leg.br
JANDIRA FEGHALI PCdoB RJ 4 622 3215-5622 dep.jandirafeghali@camara.leg.br
JORGE BRAZ PRB RJ 4 213 3215-5213 dep.jorgebraz@camara.leg.br
JUNINHO DO PNEU DEM RJ 4 641 3215-5641 dep.juninhodopneu@camara.leg.br
LOURIVAL GOMES PSL RJ 4 636 3215-5636 dep.lourivalgomes@camara.leg.br
LUIZ ANTÔNIO CORRÊA DC RJ 4 610 3215-5610 dep.luizantoniocorrea@camara.leg.br
LUIZ LIMA PSL RJ 4 504 3215-5504 dep.luizlima@camara.leg.br
MAJOR FABIANA PSL RJ 4 509 3215-5509 dep.majorfabiana@camara.leg.br
MARCELO CALERO PPS RJ 4 939 3215-5939 dep.marcelocalero@camara.leg.br
MARCELO FREIXO PSOL RJ 4 725 3215-5725 dep.marcelofreixo@camara.leg.br
MÁRCIO LABRE PSL RJ 4 325 3215-5325 dep.marciolabre@camara.leg.br
OTONI DE PAULA PSC RJ 3 484 3215-5484 dep.otonidepaula@camara.leg.br
PAULO GANIME NOVO RJ 4 230 3215-5230 dep.pauloganime@camara.leg.br
PAULO RAMOS PDT RJ 4 804 3215-5804 dep.pauloramos@camara.leg.br
PEDRO PAULO DEM RJ 4 727 3215-5727 dep.pedropaulo@camara.leg.br
PROFESSOR JOZIEL PSL RJ 4 929 3215-5929 dep.professorjoziel@camara.leg.br
RODRIGO MAIA DEM RJ 4 837 3215-5837 dep.rodrigomaia@camara.leg.br
ROSANGELA GOMES PRB RJ 4 438 3215-5438 dep.rosangelagomes@camara.leg.br
SORAYA SANTOS PR RJ 4 324 3215-5324 dep.sorayasantos@camara.leg.br
SÓSTENES CAVALCANTE DEM RJ 4 560 3215-5560 dep.sostenescavalcante@camara.leg.br
TALÍRIA PETRONE PSOL RJ 4 623 3215-5623 dep.taliriapetrone@camara.leg.br
VINICIUS FARAH MDB RJ 4 429 3215-5429 dep.viniciusfarah@camara.leg.br
WLADIMIR GAROTINHO PRP RJ 3 274 3215-5274 dep.wladimirgarotinho@camara.leg.br 

REDE MUNICIPAL

O SEPE/SG, esclarece que é contrário a qualquer retirada de direito do salário do trabalhador, no entanto, também não compactua com injustiças e sendo assim enviou à SEMED um ofício solicitando o desconto do auxilio transporte de suas diretoras licenciadas, por entender que o critério utilizado para o desconto da categoria lotada nas escolas, deve ser utilizado para todos que se encontram em sistema de home office, inclusive os profissionais lotados na SEMED.


sexta-feira, 24 de abril de 2020

Oficio encaminhado a Semed sobre publicação D.O. 24,04

 A direção do Sepe-SG, vem abaixo disponibilizar ofício enviado ao Secretário de educação Sr.Mauricio Nascimento, sobre a publicação no diário oficial com medidas para suspensão de adicionais e gratificações aos servidores da educação, solicitamos ao mesmo esclarecimentos sobre tais medidas. Iremos aguardar o pronunciamento do mesmo, mediante ao exposto:





quarta-feira, 8 de abril de 2020

REDE MUNICIPAL - INFORME DE REVOGAÇÃO

INFORME DO SEPE


                                    Conforme informado ontem, a direção colegiada do SEPE/SG teria uma reunião com o Secretário de Educação, sr Maurício Nascimento, porém não ocorreu devido sua agenda externa, que seria uma reunião com o prefeito. Mesmo não ocorrendo a reunião, o SEPE a todo momento manteve contato e apresentou ao secretário, via telefone, as reivindicações da categoria referentes ao decreto 89/2020, ficando acordado que o  mesmo  as apresentaria ao prefeito. Após a reunião com o prefeito, o secretário fez contato e enviou o novo decreto, sendo assim, fica revogado o artigo 14 e mantida a função Home Office para as escolas. 



terça-feira, 7 de abril de 2020

REDE MUNICIPAL - INFORME

INFORME DO SEPE

                 Após tomar ciência do Decreto 089/2020 do D.O de hoje, 07/04/2020, a direção colegiada do SEPE/SG entrou em contato com o Secretário de Educação, sr Mauricio, e agendou uma reunião para quarta-feira dia 08/04/2020,  para tratar de assuntos referentes ao Decreto. A pauta tratará também das reivindicações recebidas da categoria por telefone e whatsapp logo que saiu o D.O

O SEPE SOMOS NÓS, NOSSA FORÇA, NOSSA VOZ!
JUNTOS SOMOS MAIS FORTES!



sexta-feira, 3 de abril de 2020

REDE ESTADUAL

Nota do SEPE sobre a EAD na rede estadual de Educação-RJ
           O SEPE-RJ reafirma sua posição de preocupação com as condições de trabalho dos 
profissionais de educação frente a proposta do secretário Pedro Fernandes de imposição 
das chamadas aulas on line na rede estadual.
           Até agora a SEEDUC não apresentou nenhum documento oficial regulamentando a 
política educacional para rede nesse tempos de pandemia, se restringindo a informações 
extraoficiais divulgadas na imprensa e pelas redes sociais.
           O SEPE alerta que não há Nenhuma determinação que respalde diretores e professores 
nas relações com estudantes. Por esse motivo o sindicato desaconselha que os profissionais 
convocados extraoficialmente iniciem tais atividades.
          O SEPE insiste que tais atividades não devem ser consideradas dias letivos e reafirma 
a necessidade de uma audiência com o secretário Pedro Fernandes para tratar da temática.

DIREÇÃO DO SEPE-RJ


FONTE: SEPE/RJ

terça-feira, 31 de março de 2020

NOTA DO SEPE/SG SOBRE A PORTARIA 56/2020



PORTARIA 56/2020

                       O SEPE/SG vem mostrar seu posicionamento diante da publicação da Portaria 56/2020 e orientar a categoria.

                        Primeiramente, é importante destacar que estamos vivendo uma pandemia mundial e que esse momento atípico deve ser visto com toda sua especificidade, por ser algo ímpar exige de nós novo debate e seriedade ao tratar do ensino com qualidade. 
                       Entendemos que nenhum recurso pedagógico substituí o professor. Fica claro na Portaria 56/2020 que não se trata de calendário letivo e nem é obrigatório, sendo apenas uma proposta de atividades respeitando a autonomia das escolas. No entanto entendemos que  a educação é um direito de todos os alunos e não de partes.  Analisando a atual conjuntura em relação a realidade das escolas  e do acesso aos meios tecnológicos, a direção colegiada do SEPE/SG, acha a proposta equivocada uma vez que nem todas as escolas terão condições de fazer as atividades e nem todos os alunos terão oportunidades de recebê-las. Na realidade muitos professores e alunos não tem acesso à internet,  grande parte das escolas não tem telefone fixo, biblioteca, sala de recursos ou multimídia, na verdade algumas funcionam em péssimas condições. Como seria esse funcionamento? Mais uma responsabilidade para as direções e suas equipes? Teria internet para todos? Não somos ou não precisamos mais funcionar como uma rede?
                        Diante disso, gostaríamos de deixar claro que o professor que se sentir pressionado ou sofrer alguma retaliação por se negar a participar da aplicação das atividades deverá procurar o SEPE/SG para fazer a denúncia. 

                       Aproveitamos para solicitar do governo um posicionamento sobre a oferta de alimentação (cestas básicas) aos alunos das escolas municipais, pois a verba para a alimentação continua sendo depositada e recebemos informação de que vários municípios estão distribuindo cestas para os alunos de suas redes.


Direção Colegiada do SEPE/SG
                                     


sábado, 28 de março de 2020

NOTA DE FALECIMENTO

NOTA DE FALECIMENTO SEPE/SG



É com grande pesar que informamos o falecimento da professora VERA LÚCIA MARAVALHO, a professora atuava como secretária da E. M. Aída Vieira. Não fomos informados da causa da morte.

Professora Vera Lucia - Presente
Professora Vera Lucia - Presente
Professora Vera Lucia - Presente

Nossos sentimento a familiares e amigos!

NOTA DE FALECIMENTO

NOTA DE FALECIMENTO SEPE/SG

É com grande pesar que informamos o falecimento da professora LUCIARA PEÇANHA, professora da E. M. Estephânia de Carvalho. A suspeita da morte é de Corona Vírus (covid19), aguardando resultado dos teste.

Professora Luciara - Presente
Professora Luciara - Presente
Professora Luciara - Presente


NOSSOS SENTIMENTOS AOS FAMILIARES E AMIGOS!

quarta-feira, 18 de março de 2020

REDE MUNICIPAL - NOTA SEPE/SG

NOTA DO SEPE/SG

Diante da pandemia já admitida por todas as autoridades de saúde mundial, o SEPE/SG entende que as escolas devem ser fechadas em sua totalidade, repudiamos o tratamento diferenciado que alguns profissionais da rede estão recebendo, ao dispensar apenas Professores,  alunos, Supervisores, Orientadores Educacionais e Coordenadores Pedagógicos, é inadmissível que Diretores, Inspetores de Alunos, Merendeiros e Auxiliares de Creches devam continuar nas escolas, mesmo que em regime de escala. Esses profissionais correm os mesmos riscos e ainda que não haja aglomeração no trabalho estes podem ser contaminados durante a sua locomoção para as escolas.
O SEPE, tentou sensibilizar a Secretaria de Educação enviando um ofício (Nº12) solicitando o fechamento completo de todas as unidades, não obtivemos respostas, então, entramos com uma ação (processo nº 0009095-42.2020.8.19.0004) para tentar garantir o direitos de todos os trabalhadores da Educação,  para que estes possam estar em seus lares  preservando seus familiares e amigos.

SOMOS TODOS EDUCADORES!
                                               

segunda-feira, 16 de março de 2020

REDE ESTADUAL: ASSEMBLEIA LOCAL CANCELADA

         A DIREÇÃO COLEGIADA DO NÚCLEO SÃO GONÇALO VEM INFORMAR QUE A ASSEMBLEIA LOCAL DO ESTADO MARCADA PARA HOJE (16/03/2020) FOI CANCELADA DEVIDO A PANDEMIA DO CORONA VÍRUS. ESTAMOS AGUARDANDO O POSICIONAMENTO DO SEPE CENTRAL SOBRE A ASSEMBLEIA GERAL, MARCADA PARA O DIA 18/03/2020.

ATENÇÃO CATEGORIA!


sexta-feira, 13 de março de 2020

quarta-feira, 4 de março de 2020

ATENÇÃO CATEGORIA!


Centrais sindicais e frentes democráticas aprovaram Dia
de Lutas, Protestos e Paralisações no dia 18 de março



As Centrais Sindicais e frentes democráticas aprovaram a realização de um grande Dia de Lutas, Protestos e Paralisações em 18 de março com o intuito de ampliar e fortalecer o já agendado Dia Nacional de Greves da Educação e do Serviço Público. A reunião das centrais e frentes foi realizada no dia 27 de fevereiro, na sede do Dieese (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos), em São Paulo,  e a deliberação tirada ali teve por objetivo buscar organizar e fortalecer o calendário de manifestações já aprovado em reunião anterior.
 
A proposta é que haja protestos, atos e paralisações onde for possível. Assim, as Centrais Sindicais estão orientando que se reproduza nos estados a preparação da mobilização do dia 18 de março com a mais ampla unidade de ação para que se organize um forte dia de luta.
 
Além dos sucessivos ataques que os trabalhadores vêm sofrendo aos direitos trabalhistas e sociais e ao emprego, o momento foi encarado como importante, uma vez que o presidente Jair Bolsonaro, descaradamente, convoca atos em defesa do fechamento do Congresso Nacional, defendendo na prática a volta ditadura militar.
 
O dia 18 terá como mote a defesa dos serviços públicos, do emprego, direitos e democracia. Também será retomada nas bandeiras de luta a denúncia da MP905 (medida provisória) que instituiu a carteira de trabalho verde e amarela, retirando ainda mais direitos da classe trabalhadora e desregulamento ainda mais o trabalho.
 
As entidades presentes às reuniões se somarão à preparação do dia 8 de março, Dia Internacional das Mulheres, nos diversos estados brasileiros como parte do calendário geral de mobilizações. A defesa dos direitos das mulheres trabalhadoras e o direito à vida, contra o feminicídio e a violência contra a mulher, estão entre as bandeiras de luta desta data.
 
As Centrais Sindicais também estarão nas ruas onde forem realizadas atividades em 14 de março, data em que foram assassinados a vereadora Marielle Franco e seu motorista Anderson Gomes há dois anos, sem qualquer punição aos responsáveis pelo crime.
 
Calendário da Jornada de Lutas de Março
 
3 de março: Indicação de greve nacional dos trabalhadores dos Correios
 
3 de março: atividade em Brasília em defesa da democracia
 
8 de Março: Dia Internacional de Lutas das Mulheres
 
14 de março: Dia de luta por Marielle Franco
 
18 de março: Dia Nacional de Lutas, Protestos e Paralisações
 
fonte: CSP/Conlutas.